Abriram inscricoes para viagem só de ida para Marte/ - IBAN Bankinter pode alterar para clientes Barclays - Os Melhores Momentos do Carnaval de Sesimbra - Alguns Clientes Desconhecem Recentes Aumentos de Custos na Conta Bancária - Dentistas das Universidades de Lisboa e Porto Fornecem Consultas a Baixo Preço

Miguel Carvalho

Pontos Principais do Acordo Entre o Reino Unido e a UE

Por Miguel Carvalho 2016-02-21 Europa Comentários

O primeiro-ministro britânico conseguiu selar um acordo com os líderes da UE em Bruxelas.

David Cameron

David Cameron no Metropolitano de Londres.

Após uma série de reuniões privadas com os líderes da UE, Cameron chegou a um entendimento e fará agora campanha para o "Sim à Europa" no referendo de 23 de junho.

Na conferência de imprensa de Bruxelas, David Cameron deixou claro que "O Reino Unido não fará parte de um super-Estado europeu".

"O Reino Unido não fará parte de um super estado Europeu"

David Cameron

Principais pontos acordo entre o Reino Unido e a União Europeia

  • Empregos e negócios britânicos deve ser capazes de negociar com a Europa no mesmo nível dos países do Euro.
  • A libra britânica deve ser salvaguardada e sem ser discriminada por isso pela UE.
  • Os interesses económicos do Reino Unido deve ser protegidos. Isso inclui os serviços financeiros do Reino Unido, que não serão obrigados a relocalizar para dentro da zona euro ou de ter acesso ao comércio da zona euro.
  • Os contribuintes britânicos estarão protegidos dos custos de socorrer países da zona euro.
  • O Reino Unido terá uma palavra a dizer nas regras do mercado único, permanecendo fora da zona euro.
  • A responsabilidade pela estabilidade financeira do Reino Unido permanecerá sempre nas mãos do banco da Inglaterra.
  • Medidas mais rigorosas para os imigrantes como um período de trabalho 4 anos até que trabalhadores vindos da UE possam receber os benefícios do Reino Unido.
  • Os restantes 27 Estados-Membros da UE concordaram em alterar os tratados para incorporar as proteções para o Reino Unido.

Enquanto isso, há uma forte discussão interna com pontos válidos para ambos os lados. O primeiro-ministro britânico deixou claro que "nenhuma dessas proteções podem ser mantidas se o Reino Unido sair da UE".



Comentar
Europa

Um video está fazendo sucesso ao incentivar casais na Dinamarca a ter sexo para ajudar a aumentar taxa de natalidade do país.

Esta quinta feira, a Grécia viu a greve geral juntar mais de 50000 pessoas no centro de Atenas.

europa

Nigel Farage e os líderes da UE não concordam em muitas questões, a não ser para acelerar o processo de saida da UE.

Passou pelo controlo de segurança do aeroporto do Egipto e chegou mesmo a desviar o avião.

O primeiro-ministro britânico conseguiu selar um acordo com os líderes da UE em Bruxelas.

Esta quinta feira, a Grécia viu a greve geral juntar mais de 50000 pessoas no centro de Atenas.

Um video está fazendo sucesso ao incentivar casais na Dinamarca a ter sexo para ajudar a aumentar taxa de natalidade do país.


reino-unido

Últimas

Nigel Farage e os líderes da UE não concordam em muitas questões, a não ser para acelerar o processo de saida da UE.

O referendo não é juridicamente vinculativo, de modo que o Deixar a UE não entrará em vigor até que o primeiro-ministro invoque o artigo 50 do Tratado de Lisboa.

Foi a primeira vez que os Chefes de Polícia da ONU se reuniram na sede das Nações Unidas em Nova York.

Segundo o relatório da OCDE, as consequências económicas do BREXIT representam um custo tanto para o Reino Unido como para a UE.


Lookers Mais Lidos

Comentários

Prince dizia amar Portugal. Tanto que tocou "a casa da Mariquinhas" com Ana Moura, menos de 6 anos antes de falecer.

"Nico" deixa saudades e o que agora sabemos sobre ele ainda o fazem mais especial.

Shakira esteve em Lisboa em 2012 a gravar imagens para uma das suas musicas. Foi tudo feito em segredo e existem muitas poucas fotografias ou vídeos do sucedido.


Segundo o relatório da OCDE, as consequências económicas do BREXIT representam um custo tanto para o Reino Unido como para a UE.

Consórcio internacional de jornalistas de investigação envia resposta a Estado Português.

Existem causas estruturais que não permitem a diversificação da economia Angolana.